Desafios e estratégias na transição para o trabalho remoto e híbrido: Insights de Monara Sales, diretora da Evoé Gestão e RH

Foto: Reprodução

Em um mundo que se adapta rapidamente às novas realidades impostas pela pandemia, o cenário do trabalho também passa por transformações significativas. Monara Sales, Diretora da Evoé Gestão e RH, aponta, a partir disso, os principais desafios na transição do trabalho remoto e híbrido.

Para a especialista, há uma série de desafios que as organizações precisam enfrentar de forma proativa. Para começar, "a comunicação e a colaboração se destacam como pontos críticos". "Manter uma comunicação clara e eficaz pode ser complicado sem as interações presenciais habituais. Ferramentas digitais como Slack, Microsoft Teams e Zoom têm sido aliadas importantes nesse sentido, mas é necessário um esforço extra para adaptação e treinamento", explicou.

Além disso, "a gestão de equipe também demanda uma nova abordagem". "Líderes precisam desenvolver habilidades para supervisionar equipes remotamente, confiando mais nos funcionários e focando em resultados, ao invés de atividades específicas", continuou. 

O bem-estar dos funcionários é também outra preocupação central. O trabalho remoto pode levar ao isolamento social, impactando negativamente a saúde mental dos colaboradores. Por isso, é fundamental promover uma cultura que valorize o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, oferecendo suporte adequado.

No que diz respeito à segurança da informação, Monara enfatiza a importância de políticas robustas para proteger os dados da empresa, especialmente com o aumento do acesso remoto aos sistemas corporativos.

Em relação aos impactos na produtividade e colaboração, Monara informa que, embora haja estudos que apontem para um aumento da produtividade devido à redução do tempo de deslocamento e a menores interrupções, é preciso lidar com a falta de limites entre casa e trabalho, que pode ser contraproducente. Além disso, a colaboração pode ser afetada pela falta de interação face a face, diminuindo a criatividade e a coesão da equipe em alguns casos.

Por fim, Monara ressalta a importância das tecnologias e ferramentas adequadas para facilitar a comunicação e a colaboração. "Plataformas como Slack, Microsoft Teams, Zoom, Jira e Google Drive têm sido fundamentais para manter a conectividade e a eficiência das equipes, mesmo em um ambiente de trabalho remoto e híbrido".

Em suma, a transição para o trabalho remoto e híbrido é um desafio que requer adaptação constante e uma abordagem proativa por parte das organizações. Com as estratégias adequadas, é possível superar esses desafios e construir equipes mais conectadas.

Comentários

Mais conteúdo

João Inácio Júnior fala sobre os resultados de biopsias na cabeça

ArtePraia virou documentário

Empreendedores compartilham experiências através do podcast “Fala, Empresário!”