O que é “bigode chinês” e como trata-lo da maneira correta? Saiba mais sobre o problema que assusta milhares de mulheres

Foto: Reprodução

O bigode chinês, para o temor de muitos, é uma marca de expressão que vai surgindo com o passar do tempo na região do terço médio da face, sendo um dos maiores sinais da flacidez facial. Ele forma dois vincos, um de cada lado do rosto, que iniciam na lateral do nariz e seguem até o canto  da boca. 

Apesar de toda preocupação, a Dra. Eduarda Diógenes, dentista e especialista em harmonização facial, fala sobre a solução ideal para o que fazer quando isso surge no rosto das pessoas.

"Um dos métodos não-invasivos mais eficazes, em primeiro lugar, é o ultrassom microfocado, que trabalha como uma tecnologia totalmente inovadora e indispensável para a estimulação de colágeno, contração da pele, tratamento da flacidez e estimulação de colágeno", começou a doutora. 

"Depois, também temos o uso das radiofrequências. Entre outras tecnologias de laser, temos desde as mais invasivas a menos invasivas para trazer essa renovação celular e esse grande estímulo de colágeno, estes que  hoje temos disponíveis nas nossas clínicas", explicou.

Para reduzi-lo ou tratar de forma eficaz, de acordo com as suas palavras, o primeiro passo é o biostímulo de colágeno. Então, além de iniciar com os bioestimuladores de colágeno, também há o uso da tecnologia do ultrassom microfocado, radiofrequências e lasers. 

"Após o resultado do bioestímulador de colágeno, vamos fazer o refinamento e a reposição de volume do bigode chinês, tratando o terço médio da face com técnicas de preenchimento de Lifting chamada MD codes, além do preenchimento da própria ruga de forma extremamente suave para que não trave o sorriso ou não fique nenhum problema de artificialidade do resultado", explicou.

Para evitar e complementar o tratamento é essencial o hábito de tomar bastante água e também o uso de uma boa nutrição na pele como a vitamina C, que também ajuda a estimular o colágeno e a clarear a pele, além de ser um perfeito antioxidante, livrando a pele dos radicais livres que aceleram o envelhecimento.Além disso, também é indicado usar hidratantes para manter a água na pele e favorecer a saúde das células e a produção de colágeno. Com isso, fica muito mais fácil e eficaz ter um envelhecimento saudável.

Comentários

Mais conteúdo

João Inácio Júnior fala sobre os resultados de biopsias na cabeça

ArtePraia virou documentário

Empreendedores compartilham experiências através do podcast “Fala, Empresário!”