Sedentarismo: relatório aponta 49,8% da população de Fortaleza não pratica atividades físicas

Foto: Reprodução

O sedentarismo é caracterizado pela falta de atividades físicas em pessoas de qualquer faixa etária. No Ceará, especificamente em Fortaleza, cerca de 49,8% da população não pratica algum exercício, de acordo com o observatório da atenção primária da Umane. 

O médico e membro da Sociedade Brasileira para Estudos da Fisiologia, Erik Guanabara, afirma que o sedentarismo traz uma série de prejuízos físicos e mentais.

"No campo das doenças, temos uma maior incidência de doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e atrofia muscular. Fora que também pode ocasionar sonolência,  baixa autoestima, ansiedade e depressão", diz o especialista.

Para evitar o sedentarismo, é preciso adotar um estilo de vida mais saudável. "Algumas adequações nos hábitos podem fazer toda a diferença para manter o corpo em movimento e garantir o equilíbrio à saúde", comenta.

Nas iniciativas estão: alimentação saudável, atividades físicas e acompanhamento médico. "Troque o elevador pela escada, prefira realizar pequenos trajetos caminhando e pratique pelo menos 30 minutos de atividade física por dia", enumera.

"Além de prevenir doenças, evita intervenções médicas, uso de medicamentos, melhora a sensação de bem-estar, a qualidade do sono e promove mais disposição", avalia.

Comentários

Mais conteúdo

João Inácio Júnior fala sobre os resultados de biopsias na cabeça

ArtePraia virou documentário

Empreendedores compartilham experiências através do podcast “Fala, Empresário!”